Projetos devem envolver as diferentes áreas da empresa

Por Adriana Fonseca — De São Paulo

21/08/2020 05h02

A Every Cibersecurity and GRC Solutions, especializada em soluções de governança, gestão de riscos e compliance, vem acompanhando o processo de adequação das empresas europeias à nova lei de proteção de dados da União Europeia desde 2018 e identificou uma característica comum: os projetos de adequação que tiveram maior sucesso envolviam a formação de grupos multidisciplinares. “Quando, desde o início da execução do projeto, a empresa se preocupa com a formação de um grupo multidisciplinar para auxiliar em todas as etapas, vê-se um maior comprometimento da empresa”, afirma Eduardo Nery, diretor-presidente da Every Cibersecurity.

 

Além disso, segundo Nery, com um time formado por pessoas de diferentes áreas, as decisões são mais assertivas, pois cada integrante do grupo tem experiência e conhecimentos sobre pontos específicos do dia a dia da empresa. Caio Arnaes, diretor de recrutamento da Robert Half, concorda com a afirmação de que a equipe multidisciplinar é fundamental para um projeto de LGPD. “A lei abrange dados sensíveis e esses dados podem estar em diversos pontos da empresa, como na área de faturamento, cobrança, cadastro de compras, RH, entre outras.”

 

Marcelo Farias, sócio de cyber risk da Deloitte, diz que no Brasil a maioria das empresas vem utilizando equipes multidisciplinares nos projetos de adequação à LGPD. Segundo o consultor, as principais áreas a serem envolvidas são TI, RH, jurídica, segurança da informação, compliance, compras, marketing e as áreas de negócios.

Eduardo Batista, sócio da PwC Brasil, nota que as áreas de governança de dados, analytics e facilities também são relevantes. A primeira por ser, junto com TI, alicerce para dar agilidade e eficiência no atendimento. Ela estabelece estrutura e fluxos de dados eficazes e implementa novas tecnologias para o atendimento e o controle das petições. Já analytics é relevante principalmente para segmentos como varejo, saúde, financeiro e bens de consumo, e facilities exerce papel importante quando se fala de descarte de informação em papel ou mesmo na destinação de documentos com dados pessoais em arquivos físicos ou serviços de arquivo morto.

 

Farias também cita a importância do engajamento da alta liderança. “A alta administração precisa dar o tom com relação ao tema de privacidade para conquistar o engajamento de todos dentro da empresa”, afirma.

Fale Conosco!

Entre em contato agora mesmo para saber mais informações

sobre a Every Cybersecurity and GRC e sobre como

você pode se beneficiar com os nossos serviços.

 BRASÍLIA  SÃO PAULO  RIO DE JANEIRO

SEDE: SHN Quadra 01, Lote A, Bloco F, Sala 1604 | Edifício Vision Work & Live, Asa Norte - Brasília - DF | CEP: 70701-060

contato@everyti.com.br  |  +55 (61) 3548-1994

©2020 por Every Cybersecurity and GRC.